Sindicato dos Gráficos negocia CCT 2016/2017 em Varginha-MG

1048

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas, de Jornais e Revistas no Estado de Minas Gerais se reuniu com o Sindicato das Indústrias Gráficas de Varginha, no último dia 30 de setembro. Já no início da reunião, o sindicato patronal tentou emplacar a proposta de reajuste salarial de 8% (oito por cento), a serem pagos até o final do ano de 2016, com a manutenção das demais cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho. Mas o Sindicato dos Trabalhadores Gráficos rebateu que, em assembleia realizada com os trabalhadores no dia 29 de setembro, o referido reajuste de 8% foi rejeitado, ficando definida uma proposta de aumente de 10%. Como sempre, a representação patronal argumentou que não há condições de aumentar o índice já ofertado, mas que iria levar à deliberação para assembléia das empresas a proposta de pagamento de 8% (oito por cento) retroativo mais reajuste de 2% (dois por cento) no mês de janeiro de 2017.

Por outro lado, o sindicato patronal garantiu o reajuste de 10% (dez por cento) em relação aos pisos constantes da cláusula terceira, itens IV e V e cláusula terceira, parágrafo primeiro, itens I e II.

Ficou acordado entre as partes que deverá ser feita nova redação do parágrafo segundo, da cláusula terceira, de modo que fique claro no que tange à recomposição do salário dos trabalhadores referidos na cláusula terceira, itens IV e V e cláusula terceira, parágrafo primeiro, itens I e II em relação ao salário mínimo, haja vista que, diante da proximidade dos valores, o valor reajustado torna-se automaticamente defasado no mês de janeiro.

O Sindicato dos Trabalhadores Gráficos enviará minuta da redação até o dia 10 de outubro. Também ficou acertado que, caso haja avanço e fechamento da CCT, ficará convencionado que o sindicato profissional enviará a pauta de reivindicações para a CCT 2017/2018 até 31/03/2017.

Sendo assim, o sindicato patronal enviará resposta sobre a contraproposta apresentada pelo Sindicato profissional, até o dia 18/10/2016, quando então o mesmo fará assembleia com os trabalhadores e agendarão nova reunião. Também ficou garantida a data-base até 1º de novembro de 2016.