Aprovado o reajuste salarial de BH e região 2018/2019.

1213

Aprovado o reajuste salarial de BH e região 2018/2019.

O Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas, de Jornais e Revistas no Estado de Minas Gerais (STIG-MG) realizou assembleia com os trabalhadores de Belo Horizonte e região e aprovaram o reajuste da categoria proposto pelo Sindicato das Indústrias Gráficas de Minas Gerais (Sigemg).

Após quatro rodadas de negociação com a patronal, a categoria conseguiu outros grandes avanços além do reajuste salarial de 2% (dois por cento), significa ganho real de 0,31%. O pagamento do retroativo será realizado na folha de pagamento de julho 2018, ou seja até o quinto dia útil de agosto. Ficando mantidas as demais cláusulas.

São poucas as categorias que estão conseguindo ganho real nesse momento de crise que estamos atravessando no país. Ainda tem mais, para os trabalhadores do interior, o sonho de igualar o piso da capital com o interior vai ser alcançado, com muita luta conseguimos que a partir de janeiro de 2019 as empresas são obrigadas a igualar os pisos com o da capital. Para os trabalhares do interior, isso significa mais 5% a 10% a partir de janeiro 2019.

Conseguimos também incluir algumas funções que antes não tinha no cct, como por exemplo; Impressor Calcográfico, Impressor Tampográfico, Impressor de Rotogravura, Impressor de Letterset, Operador de Empilhadeira, Operador de CTP, Operador de Laminadora, Operador de Acopladeira, Operador de Máquina Reprográfica, Operador de Alceadeira, Operador de Mesa de Corte Digital, Operador de Telemarketing, Operador de Solda Eletrônica, Digitador, Desenhista, Digitador de Imagens, Revisor Gráfico, Almoxarife, Auxiliar Administrativo, Secretaria, Recepcionista e Telefonista. A partir de agora, os trabalhadores destas funções terão piso salarial garantido na cct.

Fortaleça o instrumento que luta e faz sua representação.
O Sindicato conclama os trabalhadores a contribuir para fortalecer ainda mais seu Sindicato. Todos os anos, chegado este momento da aprovação da CCT, os patrões tentam enfraquecer o Sindicato ao incentivar que os trabalhadores façam a carta de oposição.

Você sabe o que isto representa?

Na verdade os patrões querem é diminuir a representatividade dos trabalhadores para que a luta pelos reajustes salariais anuais e a preservação dos direitos dos trabalhadores seja enfraquecida.

Pense bem, é isto que você quer para o futuro da categoria?

Outra estratégia dos patrões é impedir a ação concreta do STIG-MG em sindicalização, negociações, atendimento de denúncias realizadas junto aos órgãos públicos, campanhas salariais, etc.

O que os patrões querem é agir livremente, retirando direitos, negando benefícios, piorando as condições de trabalho com banco de horas e outros artifícios, até mesmo reduzindo salários.

Converse com seus colegas de trabalho e reflita sobre essa situação. Pense em sua valorização e da categoria. Quanto mais união, mais força e conquistas.

Não permita que os patrões façam campanha contra o seu Sindicato. O que eles estão fazendo, na verdade, é uma campanha contra você, desvalorizando seu trabalho, dedicação e empenho.

Sua contribuição de 2% ajuda a manter seu Sindicato lutando por você.

A contribuição representa um gasto mínimo por parte do trabalhador, apenas 2%. Pense no que este valor representa para você no futuro e como ele irá fortalecer a representatividade da categoria, garantindo reajustes anuais, manutenção e defesa de direitos conquistados. São esses valores que ajuda nos gastos que o Sindicato tem durante a campanha salarial.

O STIG-MG chama todos aqueles que querem conhecer e participar das atividades do Sindicato. Sua participação e da categoria é fundamental. Sindicato forte luta e conquista melhorias junto com a categoria.

Pense bem como você quer seu Sindicato.
FORTE ou FRACO?

Mas, se mesmo assim você quiser se opor á contribuição assistencial de 2% dividida em duas vezes, você pode entregar a carta de oposição pessoalmente entre os dias 27/07/2018 e 06/08/2018, no horário de 9h às 12h e de 13h às 17h, na sede da entidade profissional, situada na Rua Jaguarão, 269, Bairro Bonfim, Belo Horizonte – MG, CEP: 31210-240). ou por meio de correspondência para o mesmo endereço, postada individualmente com Aviso de Recebimento, no mesmo período.

Na carta deve constar, no mínimo, o nome completo, número da carteira de trabalho e série, endereço residencial, função e nome da gráfica onde trabalha e, opcionalmente, o salário atual. Ela deve ser redigida de próprio punho.

Compartilhar