STIG-MG pressiona Patronal para garantir melhorias aos trabalhadores

648

Após a patronal abandonar as negociações, por um longo período, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas, de Jornais e Revistas no Estado de Minas Gerais (STIG-MG) fez barulho, principalmente na gráfica patronal, onde ameaçou parar as atividades, realizando uma greve geral.

Depois dessa ação, o advogado da patronal entrou em contato com o representante legal do STIG-MG, Sr. José Aparecido Alves, para retomar as negociações. Sendo assim, foi agendada e realizada no  dia 26 de outubro uma reunião para discutir o reajuste da categoria.

Durante essa reunião a patronal iniciou a discussões dizendo que as empresas estão sem dinheiro. Diante do exposto o STIG-MG pediu que a patronal apresentasse uma proposta. E, em mais uma ação de desrespeito com os trabalhadores, foi apresentada a mesma proposta anterior, que foi reprovada pela categoria, durante assembleia. A proposta consistia em reajuste de 5 % retroativo e mais 2% não retroativos, ou seja, os mesmos 7% já reprovados.

Diante dos argumentos do STIG-MG, que através de estudos afirmou que o setor gráfico apresenta um crescimento significativo e que, além disso, precisa avançar, a patronal se comprometeu a abrir as discussões com os empresários para tentar elaborar outra proposta.

Uma nova reunião já foi agendada para o dia 09 de novembro. Fique atento e acompanhe nossas notícias pelo site e pela nossa página no Facebook. Em breve o STIG-MG convocará nova assembleia com a categoria.

Compartilhar