STIG-MG na luta em defesa da Saúde e Segurança dos trabalhadores

685

STIG-MG na luta em defesa da Saúde e Segurança dos trabalhadores gráficos em todo EstadoO Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas, de Jornais e Revistas no Estado de Minas Gerais (STIG-MG) trabalha duro na campanha de Saúde e Segurança do trabalhador. No próximo dia 28 de fevereiro, terça-feira, será lembrando o . Essa é uma questão de saúde pública mundial e precisa da atenção de todos.

São consideradas Lesões por Esforço Repetitivo (LER) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), doenças profissionais que acometem trabalhadores de diversos setores em todo o mundo. O uso excessivo de determinada articulação, principalmente envolvendo as mãos, os punhos, cotovelos, ombros e joelhos caracterizam as principais ocorrências.

Nas últimas semanas foram realizados trabalhos de alerta sobre essa síndrome aos trabalhadores nas gráficas do interior (Montes Claros, Arcos, Varginha, Vale do Aço e Governador Valadares) e também em Belo Horizonte e região, nas gráficas Alterosa, Zap, Fumarc, Lada, JRS, Del Rey, entre outras.

O grupo das doenças mais comuns são: tendinite, tenossinovite, bursite, epicondilite, síndrome do túnel do carpo, dedo em gatilho, síndrome do desfiladeiro torácico, síndrome do pronador redondo e mialgias. Os principais sintomas são: dor nos membros superiores e nos dedos, dificuldade para movimentá-los, formigamento, fadiga muscular, alteração da temperatura e da sensibilidade, redução na amplitude do movimento, inflamação.

⇒ Confira as principais recomendações para evitar a LER ⇐

– Procure manter as costas eretas, apoiadas num encosto confortável e os ombros relaxados enquanto estiver trabalhando sentado. Cuide também para que os punhos não estejam dobrados. A cada hora, pelo menos, levante-se, ande um pouco e faça alongamentos;

– Certifique-se de que a cadeira e/ou banco em que se senta para trabalhar sejam adequados ao tipo de atividade que você exerce;

– Não imagine que L.E.R. é uma síndrome que acomete apenas as pessoas que trabalham em determinadas funções.

– Veja bem: qualquer região do corpo pode ser afetada por L.E.R. desde que seja exposta a mecanismos de traumas contínuos. Portanto, a síndrome pode manifestar-se em regiões do corpo como a coluna lombar, se a sobrecarga ocorrer na coluna lombar ou no tendão do calcâneo (tendão de Aquiles), se a pessoa caminha ou corre longas distâncias.

 

Veja o Ação Gráfico sobre o dia Prevenção às LER/DORT:

Ação Gráfica CSP-CONLUTAS MINAS GERAIS - SETORIAL DE SAÚDE E SEGURANÇA