MP 873 INCONSTITUCIONAL DO COVERNO BALSONARO CADUCA.

115

Governo pretende enviar projeto de lei

Questionado sobre a perda de validade da MP, o ministério da Economia informou que o governo enviará um projeto de lei para retomar o tema. Ou seja, se depender do governo Bolsonaro, os ataques aos trabalhadores continuarão.

“Essa MP não pegou, chegando a ser desconsiderada em várias empresas ou derrubada na justiça, pois é uma medida inconstitucional, que interferia diretamente na livre organização dos trabalhadores. Um ataque à liberdade sindical. São os trabalhadores que devem livremente decidir sobre suas contribuições sindicais e ter seu direito garantido através do desconto em folha de pagamento como sempre foi”, avalia o dirigente da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas Luiz Carlos Prates, o Mancha.

“O fato é que para reduzir direitos para favorecer os empresários, como quer Bolsonaro, é preciso asfixiar os sindicatos e este era o objetivo da MP 873. Com isso, pretendia encontrar caminho fácil para aprovação da Reforma da Previdência. Mas não será assim. Assim como conseguimos fazer caducar essa MP, a luta contra a reforma e os demais ataques desse governo continuará. Dia 12 de julho faremos um novo dia de lutas em todo o país”, afirmou Mancha.

Fonte: http://cspconlutas.org.br/2019/06/mp-do-boleto-sindical-caduca-nesta-sexta-28-e-governo-preve-enviar-projeto-de-lei/

Compartilhar