Atenção: Aprovado o reajuste salarial em Uberaba e região

831

Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Gráficas, de Jornais e Revistas no Estado de Minas Gerais (STIG-MG) realizou assembleia com os trabalhadores de Uberaba e região. Juntos, aprovaram o reajuste da categoria proposto pela patronal.

⇒ Veja como ficou:

REAJUSTE SALARIAL: Os salários dos integrantes da categoria profissional convenente serão corrigidos a partir de 1º (primeiro) de novembro de 2016 pelo percentual de 7% (sete por cento), que incidirá sobre os salários vigentes em 30 (trinta) de outubro de 2016 (dois mil e dezesseis), compensando-se automaticamente todos os aumentos, reajustes ou antecipações salariais espontâneos e compulsórios, que tenham sido concedidos no período de 1º (primeiro) de novembro de 2015 (dois mil e quinze) a 31 (trinta e um) de outubro de 2016 (dois mil e dezesseis), salvo os decorrentes de promoções, transferências, equiparação salarial, implemento de idade e término de aprendizado.

AS DIFERENÇAS: As diferenças salariais mensais e reflexivas, retroativas a 01/11/2016, deverão ser pagas em 03 (três) parcelas nas folhas de pagamento de abril/2017, maio/2017 e junho/2017, até o quinto dia útil do mês subsequente, respectivamente: 08/05/2017, 07/06/2017 e 07/07/2017.

PISOS SALARIAIS: A partir de 1º (primeiro) de novembro de 2016, as empresas concederão reajuste nos pisos salariais no importe de 10% (dez por cento), pelo que os pisos salariais da categoria profissional não serão inferiores de acordo com as classes que constam na CCT 2016/2017.

CONTRIBUIÇÃO NEGOCIAL – As empresas descontarão, como simples intermediárias, a importância de 2% (dois por cento), dividido em duas vezes, dos salários dos seus empregados, sindicalizados ou não, nas folhas de pagamento de abril de 2017 e maio de 2017, a título de contribuição negocial, conforme compromisso assumido junto ao Ministério Público do Trabalho, referente ao inquérito civil número 001258.2003.03.0006/6.

Direito de Oposição, o empregado que, por sua livre e espontânea vontade, não concordar com o desconto, poderá apresentar carta de oposição, entre os dias 19 a 28 de abril de 2017, por meio de correspondência postada individualmente com aviso de recebimento (AR), para o Sindicato Profissional.

A carta de oposição deve ser de próprio punho e conter obrigatoriamente o nome completo, nº da CTPS, serie, endereço residencial, função e nome da empresa em que trabalha e, opcionalmente, o salário atual.

VALORIZE SUA REPRESENTAÇÃO: Atenção trabalhadores! É muito importante a sua contribuição financeira para que o Sindicato possa continuar existindo, defendendo seus direitos e buscando melhorias para a categoria. Por isso, é de extrema importância que o trabalhador não faça a carta de oposição. O valor é baixo, simbólico e ajuda a repor, um pouco, dos gastos nas campanha salariais.

FIQUEM DE OLHO

Fiquem atentos! Muitas empresas gráficas estão agindo de forma ilegal, implementando normas que não correspondem ao estipulado na Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT). Um exemplo comum dessa prática é a divisão do parcelamento do pagamento dos retroativos em mais parcelas, além do que foi acordado na assinatura da CCT. Denuncie, entre em contato com o STIG-MG e faça valer o seu direito.

Os empresários fazem isso com o aval do governo. Com a implantação das reformas da Previdência, Trabalhista e a Terceirização iremos voltar a época da escravidão.  Dessa forma, permitirá que os empresários adotem medidas que retiram os direitos conquistados pelos trabalhadores ao longo dos anos. Tudo isso para proteger e aumentar, ainda mais, os lucros dos patrões.

A classe trabalhadora gráfica de Minas Gerais e de todo Brasil está atenta e exige mais respeito. Vamos aumentar nossas atividades, mobilizações e participar das assembleias para pressionar os patrões e mostrar nosso valor. Somente com luta vamos avançar e derrotar essas reformas que mutilam os trabalhadores, assim como uma guilhotina corta o papel.

⇒ Leia o Ação Gráfica Uberaba e Região ⇐